Tags

,

Bom dia, meninas!

Agora que o Carnaval passou, podemos dizer que o ano começa de verdade! E nada melhor para começar o ano do que mais uma participação INCRÍVEL da nossa amiga e cliente, Fernanda Nóbrega! Adorei o texto dela! E tenho certeza que vcs também vão gostar muito!

Beijos e aproveite!

 

O olhar no Espelho

 traditional-mirrors

“Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu?”. Essa frase, conhecida no mundo todo há muitos anos, nunca deixou de ser atual. Quem não gosta de se olhar no espelho e de se sentir satisfeito com a imagem que vê?

No entanto, é notável o grande número de pessoas que quando vê sua imagem refletida no espelho, não se sente inteiramente satisfeito com o que olha. Parece sempre haver alguma coisa que poderia ser mudada: peso, altura, cor dos olhos, estilo do cabelo, etc..

Não há mal nenhum você ter vaidade, cuidar de seu corpo, querer um bem estar em sua saúde, inclusive. Porém, existe uma linha muito tênue entre “querer estar bonita” e obsessão pela beleza perfeita. A mídia vende fortemente o produto da beleza… perfeita! Existe perfeito? O que seria perfeito?

A beleza é muito relativa. O que é bonito para um, pode não ser para o outro. Dependendo do espelho que você perguntar se há alguém mais bela (o), ele responderá que sim.

Mas isso não significa que sua beleza não existe mais. Tampouco que a outra pessoa mais bonita seja superior a você. Aliás, comparar belezas é algo que não deveria ser feito. As pessoas são únicas. Belo seria cada um buscar dentro de si o seu lado mais bonito. Se comparar a modelos que vivem da beleza e a capas de revistas, faz com que o padrão de beleza que se deseja alcançar seja inatingível.

Existem muitos truques em fotos, como o conhecido photoshop. Acaba se tornando uma obsessão em atingir um corpo que não existe. No real, não existe ninguém com pele perfeita de photoshop.

Qual a razão de ser tão difícil lidar com suas próprias imperfeições? Essas imperfeições são para os olhos de quem? O que faz com que o olhar de fora responda mais sobre si do que a própria pessoa pode responder?

Muitas vezes essa busca por ser sempre a “mais bela do reino” vem para encobrir alguns “buracos” que a pessoa tem. Olhar esses buracos podem causar angústia, ver um vazio no qual não se quer ter notícias ou até a juventude que vai embora.

Para cada fase da vida há uma beleza diferente. Uma pessoa de 20 anos possui uma beleza. Uma pessoa de 40 possui outra. Muitas pessoas associam a “beleza perfeita” com juventude eterna. A vida é feita de fases, passagens, mudanças e nada é estático. Nem a juventude.

O espelho que te responde “quem é a mais bela (o)”, é o seu próprio olhar. É a maneira como você se olha no espelho, como se estivesse fora, imaginando como a sua imagem é passada para o outro. Ser o mais bonito (a) significa que a beleza foi comparado a outra pessoa, a outra referência.

Enquanto as pessoas buscarem somente fora o parâmetro para ser feliz e satisfeito com sua imagem, encontraremos cada vez mais pessoas obcecadas em se tornarem tão bonitas quanto uma boneca Barbie.

assinatura_fernandanobrega

Anúncios